21 de junho

GDF - Administrações Regionais
24/04/20 às 16h12 - Atualizado em 25/04/20 às 12h37

24/04/2020 – ADMINISTRAÇÃO DO SIA COMEÇA A RETIRAR CARCAÇAS DE VEÍCULOS ABANDONADOS

COMPARTILHAR

RETIRADA DAS CARCAÇAS DE VEÍCULOS ABANDONADOS NO SIA

Nesta sexta-feira dia 24/04/2020, a Administração Regional do Setor de Indústria e Abastecimento, juntamente com o CONSEG – Conselho Comunitário de Segurança, começou a livrar o SIA das carcaças de veículos abandonados.

Aconteceu a operação DF LIVRE DAS CARCAÇAS.

A administração regional do SIA conta com os setores do SIASTRCSAAN e SOFN, e nesta primeira fase a operação atuou no Setor de Quadra no SIA e no STRCSetor de Transportes e Cargas, pontuando e mapeando todas às carcaças de veículos abandonados em seus setores, e agir no dia de hoje.

Além da operação DF LIVRE DAS CARCAÇAS, o objetivo da administração regional, também, é na preocupação das ações no combate ao mosquito e dos focos da denguezikachikungunya febre amarela.

Desta forma, a DIVAL (diretoria de vigilância ambiental), – que está envolvida e acompanha a operação – atuou e fiscalizou todos os pontos e locais mapeados pela administração do SIA, das carcaças que foram retiradas.

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública, com suporte dos agentes da DIVAL (diretoria de vigilância ambiental), a SSP/DF, DETRANDF, DEFESA CIVIL, DF LEGAL, SECID e apoio da PMDF, foram retiradas 09 carcaças abandonadas nos setores SIA, trabalho este, que incluiu 04 caminhões e 01 Munck, – usado para movimentar e carregar grandes cargas – e o resultado foi híper positivo!

As carcaças dos carros abandonados, provisoriamente foram levadas para depósito do 3º Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), – próximo à Samambaia – onde assim, os agentes de Vigilância Ambiental fazem o controle vetorial.

“ Nós estamos aqui hoje, a administração do SIA, juntamente com a DIVAL, o DETRAN, a DEFESA CIVIL, o DF LEGAL, a SSP/DF e o apoio da PMDF, nesta operação para deixarmos o SIA mais Limpo e mais seguro contra mosquito da denguezikachikungunya febre amarela. Ressalta a Administradora Regional do SIA, Luana Machado.

À frente da ação, está o coordenador dos Conselhos Comunitários de Segurança do Distrito Federal, Marcelo Batista, que pontuou a necessidade de que a ação seja realizada constantemente. “ É importante porque já encontramos sucatas que estavam há mais de dez anos paradas, acumulando focos de dengue. Mais que uma ação de governo, é questão de saúde pública ”, afirmou.

Segundo o coordenador, há o decreto emergencial nº 40.416, de 24 de janeiro de 2020, que dá suporte a à operação, com o objetivo de garantir a devida destinação às sucatas recolhidas, e atenção à saúde pública.

Confira as fotos:

EQUIPE
 RETIRADA DAS CARCAÇAS
EQUIPE DA DIVAL ATUANDO NA OPERAÇÃO
Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros